Buscar
  • ATIVU Tecnologia

Erros e acertos ao cortar custos de TI

Tempos difíceis exigem atitudes difíceis, e para estarem preparadas para estes momentos árduos, as organizações precisam ter abordagens estruturadas e pragmáticas para o bom gerenciamento dos custos. Em um ambiente econômico incerto e sob pressão, as empresas geralmente se deparam com desafios para realizar imediatamente economias nos custos de TI.


Neste cenário de grande pressão, provocado pela insuficiência de caixa, desequilíbrio financeiro carregado por sucessivos resultados negativos, a alta direção da empresa invariavelmente lança-se numa ação inopinada para reduzir despesas em curtíssimo prazo.



Às vezes no desespero, cria um comitê de redução de gastos que recebe a dura missão, porém sem as ferramentas que lhe permitam uma correta avaliação. Exemplificarei com o caso de um cliente, uma das maiores empresas de call center do país, que ao vivenciar momento de dificuldade financeira, alegou que o contrato que mantinha com nossa empresa trazia prejuízo, justificando que ele não alterava positivamente o Ativo Circulante da empresa, gerando apenas despesa.


Obviamente, trata-se de uma desculpa técnica absolutamente enviesada, travestida de tecnicismo contábil, que não se comunica corretamente com a TI da empresa. Explicação tecnicamente correta é que diretamente, nenhuma prestação de serviço aumenta o Ativo Circulante de uma empresa. Entretanto, sem despesa não há geração de receita e consequentemente, lucro.


Numa análise simples, o serviço que a Ativu prestava ao cliente, de fato não aumentava a receita, mas colaborava com a geração de lucro, porque diminuia a despesa (com gestão, mão-de-obra, renegociação de contratos, redução de custos de telefonia, recuperação de valores pagos indevidamente, etc.). O resultado dos serviços prestados pela Ativu, ao gerar lucro, agrega valor ao Patrimônio Líquido do cliente que se reverte em dinheiro, e assim indiretamente, leva sim, um resultado positivo ao Ativo Circulante da empresa.


Sem métricas é simples padronizar uma abordagem onde todos os projetos em andamento serão finalizados ou atrasados. E, na maioria dos casos, essa pode ser uma oportunidade desperdiçada. Grandes e significativos investimentos e oportunidades podem ser prejudicados se forem cortados indiscriminadamente. Parar projetos pode prejudicar a organização mais a longo prazo, por não permitir concretizar os benefícios. Isso inclui projetos que são planejados com abordagem de investimentos de gerenciamento estruturado, gerando um ROI aceitável, ou para razões legais, fiscais e regulatórias.


Enquanto o plano de cortes pode ser visto como uma redução de orçamento da TI, os custos das unidades de negócios podem ser negativamente afetados, com a eliminação de projetos rentáveis da TI. Os projetos deveriam ter continuidade se vão apresentar benefícios para a organização dentro da janela disponível ou caso eles não consigam ser recomeçados depois.


A idealização de redução de custos deveria ser guiada por um grupo de líderes de TI para identificar as melhores opções para a TI da empresa, em vez de ser guiada como uma consolidação de ideias dirigidas pela pressão de alcançar alvos determinados. Não acredite que fazer pequenos cortes através de toda função de TI é melhor que fazer uma ou duas mudanças significativas.


Várias ideias de redução de custos requerem entendimento dos elementos de investimento para elas acontecerem e o CIO deve tomar decisões orientadas por métricas buscando otimizar os custos. Por este motivo, as empresas necessitam de ferramentas de gestão de custos de TI, justamente para terem condições de analisar correta e cirurgicamente onde precisam cortar, como também saber exatamente onde não cortar.

20 visualizações0 comentário

ATIVU

+ CONTEÚDO

LOCAIS

SCS Quadra 01, Bloco K, Nº30 Edifício Denasa, Brasília - DF 

+55 (61) 2196-8000

Avenida Paulista, N°777 São Paulo - SP

+55 (61) 3323-1988

© 2020 Todos os direitos reservados - ATIVU

Siga-nos

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram